8 de dez de 2008

Pra se sentir tia!

Sexta feira fui numa boate para me sentir tia, a balada era sub 17. Foi tudo muito engraçado. Primeiro porque na fila já era evidente que as mocinhas e mocinho que ali se encontravam deviam ter acabado de fazer 18 anos (ou ainda nem tivesse feito), as conversas na fila então... Fora os trajes sumários (não sou puritana), mas tava um vento frio, e as meninas de shorts e blusinha ou vestidinho numa boa.
Adentro o local e aí começa a minha diversão. A molecada bebe e perde a noção. Tinha uma que queria fazer chão e quase se espatifou de bunda. Tinha outra que colocou todas as tendências num visual só, tudo que leu na revista foi colocando: lenço no pescoço (preto de bolinha), tiara com laço(dourada), vestido quimono (verde) e, pra arrematar, um cinto abaixo do busto (preto). Tava linda, parecia q ela não tinha pescoço. Mas tudo bem, essa fase a gente não saber muito bem que referência seguir, embora não me lembre de ter saído de casa num estado desses.
Estava bem alegre dançando ao som de meu amigo Igor, até que o Dj que entrou em seguida (não sei o nome) começa a tocar uns R&B da Jovem Pan. A galera vibra! E ele começa a falar num microfone. A galera vibra mais ainda!! Socorro!!!
Vou no bar pedir meu amigo Bacardi Big Apple e não tem. Só tem Wiborowa Apple, pedi né. Coisa ruim, nem se compara ao meu amigo Baca!
Resumindo: fui embora 3:00 da madruga. Tava difícil de aguentar o uhu da galera.
Eu quase matei o Igor que nem pra me avisar que ia rolar dessas... Mas foi engraçado até.
Ahhh, na saída a rainha do chão tava lá fora, com o make todo borrado e vomitando, liiinda!
Aninha

3 comentários:

Simo disse...

anaaaaaaaaa, fala sério, já está esquecendo das coisas todas que fez com teu cabelo!!!!???


ahuahuahauhauha
O bom de sermos adolescentes é que esquecemos tuuuudo quando somos adultas!
ahauahuahau

Anônimo disse...

Oi Ana, nem me fale,
sexta fomos p balada , aniver de um amigo nosso, no camarote, menos mal ,n sei c sou eu q n estou mais acostumada, ou c antigamente a gente nem ligava p essas coisas, mas o som tava mto altooooooooo, e n dava p conversar, vc tem q ficar gritando p os outros te entenderem, sai surda de la, e falando alto no carro, cheguei zonza em casa, ta louco, to preferindo os barzinhos mais lights hehe
bjossssssss
JU BB

Meus pensamentos......Minhas ideias.... disse...

Vida de tia e dificil, é dificil.....
o tempo passa e tem coisa que nao nos agrada muito.. ser´que estamos ficando chatos? ou exigentes?
Prefiro a segunda opcao... beijos.