7 de ago de 2008

Série "Os micos que paguei" - Buraco Negro


Era uma vez Ana e Cris, Cris e Ana, alegres e felizes como calouras da PUC-PR. Todo começo de ano os veteranos organizavam (nem sei se ainda tem) a famosa festa: Filhos da PUC. Era o tipo de festa tem-que-ir! Não comparecer era o fim da vida social na faculdade (vamos colocar aí toda a dose de drama adolescente possível né).
Lá foram elas em mais uma missão. Andavam de um lado para outro, acumulando milhas, não paravam um só instante. Era um tal de: Olha lá o fulano! Opa, o beltrano chegou! Gente, siclano está com fulana! Enfim, um encontro de todo mundo e mais um pouco. É claro que também estávamos lá para encontrar nossos pretendentes. Aqueles que a gente pretendia ter alguma coisa sabe...
Até que eu Ana avistei meu objeto de desejo. Continuei andando e olhando fixamente para o rapaz, num momento olhar 43. Só que com a atenção toda voltada ao moço não percebi um buraco bem na minha frente, e caí com uma das pernas lá dentro, fiquei meio pendurada sabe (eu não sei como eu não me quebrei?). Quem me conhece imagina o berro que dei. Mas saí do buraco numa rapidez impressionante. A coisa foi tão rápida que a Cris só sentiu a puxada! Eu não me lembro de ter visto o menino de novo. Por que será doutor???

Aninha

Nenhum comentário: